sábado, 28 de fevereiro de 2015

As melhores raças de galinhas poedeiras



Ovos caipiras frescos

Ao escolher uma raça de galinha poedeira, você deve levar diversos fatores em consideração. Quão produtiva elas serão? Quando começarão a botar ovos? Elas serão tão boas mães a ponto de ficarem sentadas em cima de seus ovos até que eles choquem? Elas serão agressivas com outras galinhas ou ficarão longe do galinheiro? Com o tempo, as galinhas começaram a ser cuidadosamente procriadas para que apresentem certas características que as tornam melhores poedeiras.
Outras pessoas estão lendo
Maneiras de aumentar a produção de ovos de galinhas poedeiras
Como criar raças de galinhas produtoras de ovos

Legorne
A legorne está entre as raças mais populares do mundo. Elas são poedeiras desde a antiguidade, contudo a raça foi refinada nos séculos 19 e 20. Essas galinhas põem ovos brancos e grandes desde jovens e mantêm uma alta taxa de produtividade. Elas não têm instinto materno, portanto não chocam seus pintinhos. As legornes são inconstantes e, por isso, são mantidas em confinamento.

Rhode Island Red
Outra raça extremamente popular é a americana Rhode Island Red, também chamada rode. Essas galinhas são menos inconstantes que as legornes, contudo produzem em uma taxa levemente menor. Elas põem ovos grandes e marrons e nem sempre possuem instinto materno. Podem ser agressivas, mas normalmente são bem dóceis; elas são boas para quintais e produções sem gaiolas.

Sex Link
O nome estranho dessa raça indica o quanto o homem possui controle sobre ela. As galinhas sex link são procriadas especificamente para a produção de ovos e a cor de suas marcas indica seu sexo. Como são híbridas, a cor das marcas não persiste após a primeira geração. As características dessas aves variam; elas podem ser compradas diretamente de criadores, que podem dar informações específicas a respeito de seus traços. Como elas são fruto de um processo de procriação tão cuidadoso, possuem uma garantia de alta produtividade e bom comportamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário